ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DE DENGUE, ZIKA E CHIKUNGUNYA NAS CIDADES DE CUIABÁ E VÁRZEA-GRANDE, MATO GROSSO, NOS ANOS DE 2018,2019 E 2020.

Ana Maria Reis Betoli, Dielly Sales da Silva, Thaís Caroline Dallabona Dombroski

Resumo


INTRODUÇÃO: As arboviroses são doenças tropicais transmitidas por vírus. São mantidas na natureza através da transmissão biológica entre hospedeiros suscetíveis por artrópodes hematófagos. As três principais arboviroses presentes no Brasil são a Dengue, Zika vírus e chikungunya, sendo transmitidas por mosquitos como o Aedes aegypti e albopictus (LIMA-CAMARA, 2016). A Dengue é causada pelo vírus DENV da familia flaviviridae e pertecem a 4 sorotipos conhecidos como DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4. É uma doença febril aguda que dura normalmente de 3 a 7 dias. A febre hemorrágica da Dengue e a síndrome do choque da Dengue são suas formas mais graves (SILVA, 2008). O vírus Zika (ZIKV) é um vírus transmitido por artrópodes no gênero Flavivirus e na família Flaviviridae. Por conta do diagnóstico sorológico ser complicado, devido a reatividade cruzada entre os membros do gênero Flavivirus, pode acontecer de serem diagnosticadas incorretamente como outras doenças infecciosas, principalmente aquelas causadas por Dengue e Chikungunya (DONALISIO, 2017). O vírus Chikungunya (CHIKV), pertencente ao gênero Alphavirus da família Togaviridae é um vírus reincidente que acarreta uma doença inflamatória músculo esquelética em humanos (DEBBO,2019). Um dos principais sinais clínicos da infecção pelo CHIKV é a desregulação dos mecanismos de defesa inatos, tais como as respostas inflamatórias das citocinas. (SILVA, JÚNIOR. 2019).

Palavras-chave: Dengue; Zika; Chikungunya.


Palavras-chave


Dengue; Zika; Chikungunya.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


*** ISSN  (versão online: 2595-4628 )

*** ISSN (versão impressa: 2318-7018 )