NITERÓI POR SUA CARTOGRAFIA: UMA ANÁLISE DE SUAS TRANSFORMAÇÕES URBANAS NO SÉCULO XIX

Autores

  • Gabriel Soares da Costa Doutorando, PPGAU-UFF, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.18312/verncula.v1i2.2323

Palavras-chave:

Niterói, Panerai, Cartografia histórica

Resumo

Este artigo pretende analisar brevemente o processo de formação do tecido urbano da cidade de Niterói (RJ) por meio do estudo de algumas cartografias e iconografias históricas, com ênfase no século XIX, relacionando-as com os fatos vivenciados pela cidade e utilizando como referencial teórico os conceitos propostos pelo morfologista francês Philippe Panerai. Desta forma, busca-se identificar através dos mapas e projetos, conceitos como “linhas e polos de crescimento”, “barreiras” e “limites”, que conformaram a feição da cidade e influenciaram sua atual forma, de maneira a entender seu processo de ocupação, e suas semelhanças com o ocorrido na cidade do Rio de Janeiro. Para isto, utilizou-se de acervo iconográfico e cartográfico local, que permitiu a análise desse recorte histórico de Niterói enquanto capital da Província (1835-1889) e capital do estado do Rio de Janeiro (1889-1975). Assim, por meio do estudo da evolução urbana retratada nas cartografias e sua comparação com o tecido atual, percebe-se claramente o crescimento linear de Niterói a partir da região central em direção aos vales permeados por montanhas e pelo mar, sendo esta ocupação especialmente planejada durante o século XIX, cujos efeitos são visíveis na cidade até os dias atuais.

Downloads

Publicado

02.11.2023

Como Citar

Costa , G. S. da. (2023). NITERÓI POR SUA CARTOGRAFIA: UMA ANÁLISE DE SUAS TRANSFORMAÇÕES URBANAS NO SÉCULO XIX . VERNÁCULA - Territórios Contemporâneos, 1(2). https://doi.org/10.18312/verncula.v1i2.2323