AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA PARTICULAR DE CUIABÁ, MATO GROSSO

Autores

  • Luana Cunha Zanetti
  • Jackeline Correa França de Arruda Bodna Massad

Resumo

Com os avanços tecnológicos e científicos que vem ocorrendo no mundo várias mudanças vêm sendo percebidas nos hábitos alimentares dos brasileiros, e que vem impactado diretamente no estado nutricional, contribuindo para condições negativas, tais como o aumento da obesidade infantil. Portanto, a avaliação do estado nutricional de crianças, se mostra de grande valia para entender o processo de transformação que vem ocorrendo na saúde das populações. Objetivo: Avaliar o estado nutricional de crianças de uma escola particular do município de Cuiabá, MT. Materiais e métodos: Em outubro de 2022, foi realizada a aferição das variáveis antropométricas, peso e estatura, de crianças regularmente matriculadas nas turmas do Maternal III e do Jardim II em uma escola particular no município de Cuiabá. A coleta dos dados foi realizada em período de aula, em uma sala apropriada, cedida pela direção da escola, sob supervisão da nutricionista responsável pelo local e da professora do curso de nutrição responsável pelo Estágio Supervisionado em Nutrição Social II com equipe composta por cinco acadêmicas do 7° semestre do curso de Nutrição. A aferição do peso foi realizada em balança digital com capacidade de 150 Kg e precisão de 100g, enquanto que a aferição da estatura foi realizada com estadiômetro infantil. Para a coleta de ambas as medidas, as crianças foram orientadas a estarem descalças, eretas e com a cabeça erguida, conforme o plano de Frankfurt. Foram avaliadas no total 33 crianças, de ambos os sexos, sendo que, todas tiveram autorização cedida pelos pais em termo por escrito. Após a realização da coleta de dados os escolares tiveram seu estado nutricional classificado segundo a curva de percentil Peso para Estatura de 2 a 5 anos (OMS, 2006), sendo os dados tabulados no Excel 2016. Resultados: Das crianças que participaram da pesquisa 14 eram meninas e 19 meninos, sendo que, as idades dos mesmos variam de 4 a 5 anos. Com base nos resultados obtidos pelas curvas, de acordo com o sexo, 26 meninas (93%) apresentaram eutrofia e 1 (7%) se encontravam com sobrepeso, sendo assim, nenhuma escolar se encontrava com desnutrição ou obesidade. Por sua vez, entre os meninos 1 (4%) apresentou desnutrição, 14 (74%) apresentaram eutrofia, 2 (11%) se encontravam com sobrepeso e 2 (11%) com obesidade. Conclusão: Com os resultados obtidos, infere-se que na escola em questão, dentre as cirnaças avaliadas, grande parte encontram-se com peso adequado para a estatura, podendo esse resultado estar associado a presença de uma nutricionista na instituição, ressaltando assim a importância do profissional nutricionista para uma vida mais saudável desde a infância. Palavras chave: Escolares; Antropometria; Crianças.

Downloads

Publicado

2023-08-22

Como Citar

Zanetti, L. C., & Massad, J. C. F. de A. B. (2023). AVALIAÇÃO ANTROPOMÉTRICA EM CRIANÇAS DE UMA ESCOLA PARTICULAR DE CUIABÁ, MATO GROSSO. Mostra De Trabalhos Do Curso De Nutrição Do Univag, 12. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/mostranutri/article/view/2235