ESTADO NUTRICIONAL E RISCO CARDIOVASCULAR DOS ALUNOS CONCLUINTES DO CURSO DE NUTRIÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE VÁRZEA-GRANDE MT

Autores

  • Igor Ourives Virgulino
  • Nicolas Adriano da Costa Correa
  • Marisa Luzia Hackenhaar

Resumo

O diagnóstico nutricional e o estado nutricional desempenham um papel crítico na prevenção da obesidade e controle das doenças cardiovasculares (DCV), que estão relacionadas a alterações nos lipídios plasmáticos e suas lipoproteínas estão fortemente associadas ao risco cardiovascular elevado, o colesterol elevado, especialmente a lipoproteína de baixa densidade (LDL-c), está correlacionado com um maior risco cardiovascular independentemente da idade. Através de avaliações como inquéritos alimentares, registros alimentares, questionários de frequência alimentar, índice de massa corporal (IMC), avaliação antropométrica, entre outros, neste contexto foi possível obter o diagnóstico e estado nutricional do paciente. Contudo os alimentos ultraprocessados são caracterizados por serem práticos e muito saborosos, por isso passam a ser a primeira escolha de refeição, principalmente quando não se tem tempo para o preparo de alimentos. Há um elevado consumo deste tipo de alimento e com isso uma alta prevalência de pessoas com doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) devido às substâncias adicionadas pela indústria nesses alimentos. Objetivo: Avaliar o estado nutricional e o risco cardiovascular dos estudantes concluintes do curso de nutrição de uma instituição de ensino superior de Várzea-grande-MT. Materiais e métodos: Trata-se de estudo de corte transversal, que avaliou 14 (quatorze) acadêmicos, amostra por conveniência, de ambos os sexos, concluintes (8º semestre) do curso de nutrição de uma instituição de ensino superior no município de Várzea Grande-MT. Foram coletados dados antropométricos como peso, estatura e medidas de circunferências da cintura e do quadril, foi calculado o IMC e o risco cardiovascular pelas RCQ e CC. Resultados: Os concluintes do curso de Nutrição foram majoritariamente do sexo feminino (78,5%), apresentaram uma distribuição igual entre eutrofia (42,8%) e sobrepeso (42,8%), A análise da relação cintura-quadril indicou que a maioria (92,8%) estava sem risco cardiovascular, entretanto a analise seguindo a circunferência da cintura indicou maior indicativo de doenças cardiovasculares cerca de 21,4% a mais. Embora o estudo tenha limitações, como a falta de dados demográficos detalhados e informações sobre hábitos de vida e hábitos alimentares, os resultados são relevantes para compreender o estado nutricional e o risco cardiovascular dos estudantes. Conclusão: conclui-se que o estado nutricional dos concluintes, indica uma maior prevalência de eutrofia e sobrepeso, em relação ao risco cardiovascular, apesar da RCQ ser uma ferramenta tradicional para verificar riscos de doenças cardiovasculares, a circunferência da cintura se mostrou mais eficiente para pontuar o risco cardiovascular.

Palavras-Chave: Estado nutricional; Risco Cardiovascular; Estudantes.

Downloads

Publicado

2024-03-04

Como Citar

Virgulino, I. O., Correa, N. A. da C., & Hackenhaar, M. L. (2024). ESTADO NUTRICIONAL E RISCO CARDIOVASCULAR DOS ALUNOS CONCLUINTES DO CURSO DE NUTRIÇÃO DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DE VÁRZEA-GRANDE MT. Mostra De Trabalhos Do Curso De Nutrição Do Univag, 12. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/mostranutri/article/view/2416