EXPERIÊNCIAS NA FORMAÇÃO MÉDICA SOBRE A RESSIGNIFICAÇÃO DA VIDA APÓS PROCESSO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR

Autores

  • Nicole Sfredo
  • Manuela Poncioni Cezar
  • Natália Jaworski Aquino
  • Gabriel Henrique Simoni
  • Dorismar Rodrigues dos Santos Júnior
  • Roselma Marcele da Silva Alexandre Kawakami

Resumo

A prática de habilidades de comunicação no âmbito hospitalar é de extrema importância na formação médica para estabelecer, desde cedo, o vínculo médico-paciente, a fim de estimular nos alunos empatia com seus clientes durante o processo saúde-doença. O conceito saúde-doença pode ser definido pela experiência do indivíduo frente aos fatores que alteram o seu bem-estar. O momento “saúde” é emudecido pelo ser humano em grande parte da vida, e é apenas recordado quando este entra em processo de adoecimento. O estado patológico promove reflexões aos pacientes sobre suas vidas antes à enfermidade, tal concepção difere-se entre as pessoas, pois depende da perspectiva individual sobre a doença. Enquanto muitos veem tal estado de forma pessimista, outros compreendem como algo natural da vida e utilizam este período como forma de ensinamento e valorização à saúde. Palavras-chave: Acontecimentos que mudam a vida; Medicina; Aprendizagem baseada na experiência.

Downloads

Publicado

2022-11-29

Como Citar

Sfredo, N., Cezar, M. P., Aquino, N. J., Simoni, G. H., Santos Júnior, D. R. dos, & Kawakami, R. M. da S. A. (2022). EXPERIÊNCIAS NA FORMAÇÃO MÉDICA SOBRE A RESSIGNIFICAÇÃO DA VIDA APÓS PROCESSO DE INTERNAÇÃO HOSPITALAR. Anais Da Mostra Científica Do Programa De Interação Comunitária Do Curso De Medicina, 5. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/picmed/article/view/2102