USO DAS FERRAMENTAS DE ABORDAGEM FAMILIAR NA ATENÇÃO BÁSICA DURANTE A FORMAÇÃO MÉDICA

Autores

  • Beatriz Sampaio Dos Santos
  • Eduardo Ferreira Holanda
  • Luana Maria Moçato Fernandes
  • Maria Fernanda Rondon Haneiko
  • Murilo Mecatti Silva
  • Sophia Carvalho de Freitas
  • Roselma Marcele da Silva Alexandre Kawakami

Resumo

Introdução: No Sistema Único de Saúde (SUS), a Atenção Básica desenvolve ações prioritárias de promoção à saúde e prevenção das doenças, a partir do processo de territorialização, com ênfase na demanda local1. Nesse contexto, a visita domiciliar é um instrumento para que sejam operacionalizadas ações de saúde de forma humanizada, garantindo a continuidade do cuidado à pessoa e sua família. Ainda, no contexto domiciliar, é importante utilizar ferramentas de abordagem familiar no cuidado à pessoa idosa. Deste modo, vale ressaltar que a população idosa cresce de forma acelerada na pirâmide etária do país, o que acarreta a necessidade de reestruturação da saúde pública, para que se garanta dignidade e qualidade aos cuidados dessa população, como disposto no Pacto pela Vida. Palavras-chave: Medicina; Visita Domiciliar; Atenção Primária à Saúde.

Downloads

Publicado

2022-11-29

Como Citar

Santos, B. S. D., Holanda, E. F., Fernandes, L. M. M., Haneiko, M. F. R., Silva, M. M., Freitas, S. C. de, & Kawakami, R. M. da S. A. (2022). USO DAS FERRAMENTAS DE ABORDAGEM FAMILIAR NA ATENÇÃO BÁSICA DURANTE A FORMAÇÃO MÉDICA. Anais Da Mostra Científica Do Programa De Interação Comunitária Do Curso De Medicina, 5. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/picmed/article/view/2110