PERSPECTIVA ACERCA DO MANEJO DE HIPERTENSÃO NAS PRÁTICAS DO PROGRAMA DE INTERAÇÃO COMUNITÁRIA

Autores

  • Maria Vitória Paulesky Coutinho
  • Amanda da Fonseca Salema
  • Arthur de Albuquerque Barbosa Holanda
  • Daniela Christ Rodrigues
  • Iara Cristina Gauer Barcelos
  • Marco Antônio Oliveira Santos Júnior
  • Tananny Torraca Matos Pinheiro da Silva

Resumo

Introdução: A hipertensão arterial sistêmica (HAS) é uma doença crônica que se destaca como um dos principais determinantes de morbidade e mortalidade no país e no mundo, sendo que no Brasil os casos vêm aumentando na última década.1 Nesse contexto, durante as atividades do Programa de Interação Comunitária (PIC) do curso de Medicina do Centro Universitário de Várzea Grande (UNIVAG), observou-se que a maioria dos casos atendidos nas consultas feitas pelos alunos, e supervisionadas pelo preceptor, foram de hipertensão arterial sistêmica. Essa análise foi realizada ao longo do semestre de 2022/1, na Estratégia Saúde da Família (ESF) Novo Terceiro. Tendo em vista a grande frequência de pacientes com essa comorbidade, e o fato de a HAS ser a principal causa de doenças cardiovasculares2, torna-se de grande valia estudos voltados ao manejo dessa condição crônica em ambiente de atenção básica de saúde. Palavras-chave: hipertensão arterial sistêmica, promoção da saúde, doenças crônicas.

Downloads

Publicado

2022-11-29

Como Citar

Coutinho, M. V. P., Salema, A. da F., Holanda, A. de A. B., Rodrigues, D. C., Barcelos, I. C. G., Santos Júnior, M. A. O., & Silva, T. T. M. P. da. (2022). PERSPECTIVA ACERCA DO MANEJO DE HIPERTENSÃO NAS PRÁTICAS DO PROGRAMA DE INTERAÇÃO COMUNITÁRIA. Anais Da Mostra Científica Do Programa De Interação Comunitária Do Curso De Medicina, 5. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/picmed/article/view/2129