CEFALEIA, ALTERAÇÕES VISUAIS E NO SONO/VIGÍLIA DEVIDO AO EXCESSO DE EXPOSIÇÃO A TECNOLOGIAS

Autores

  • Victoria Luiza Ferreira Araújo Vieira
  • Vitória Silveira da Silva
  • Alana Cleide Duarte de Oliveira
  • Andreza Fernanda Matias Amaral
  • Maria Anthonia Dobri Teixeira
  • Paulo Luiz Batista Nogueira

Resumo

Introdução: Desde a introdução de novas tecnologias ao mundo moderno, a facilitação da vida cotidiana é notória em todas as áreas. Entretanto, o uso abusivo e dependente de telefones celulares, videogames e computadores, podem causar prejuízos extensos à saúde e resultar em abstinência quando se tenta reduzir o uso ou cessá-lo causando uma sensação de incapacidade nos afazeres cotidianos e escolares. Desse modo, muitos sintomas podem ser atribuídos ao excesso dessas tecnologias como o desenvolvimento de cefaleias, alterações visuais e no sono/vigília. Sabe-se que a cefaleia e alterações visuais são apontadas como um transtorno que afeta a maioria da população mundial, incluindo estudantes universitários, que gera diversos impactos nas atividades diárias, pois a exposição exacerba sintomas decorrentes da exaustão mental e física da alta demanda estudantil. Logo, a partir disso, determinamos a importância dos estudos sobre a cefaleia e alterações visuais no contexto universitário. Objetivo. Revisão não sistemática para verificar os impactos do excesso de exposição à tecnologia com o desenvolvimento de cefaleia, alterações visuais e no sono/vigília. Métodos. O presente estudo é uma revisão bibliográfica integrativa e retrospectiva de publicações científicas sobre cefaleias (primárias), alterações visuais (hipermetropia, miopia e astigmatismo, ptose palpebral) e modificações no ciclo do sono e vigília- desde que tenham sido referenciados à uso de celulares, videogames e computadores. A fonte de referências foram livros físicos e virtuais, artigos pesquisados nas bases de dados SciELO, BVS e revistas de universidades brasileiras, dos últimos dez anos, priorizando as publicações mais recentes tendo em vista o período da pandemia que houve o aumento do tempo de uso de tecnologias. Os idiomas aceitos foram para português e inglês. Após identificação do tema, pelo título, os artigos foram avaliados pelo resumo e pelo texto completo, observando os critérios de inclusão e exclusão. Discussão/Resultados. Nos últimos anos, os estudos acerca do prejuízo à saúde por uso excessivo da tecnologia vêm crescendo e consequentemente associados a danos para saúde, como exemplos do aumento da prevalência das cefaléias primárias. Existe uma prevalência de 87,8% de cefaleia nos adolescentes estudados e desencadeada pelo uso excessivo de computadores e telas com luz azul1. Além disso, o uso excessivo de tecnologias principalmente atribuídas à luz azul, emitida por LED (diodo emissores de luz- presentes em grande parte dos monitores, tela de aparelhos de celular), está relacionado com fadiga ocular (astenopia), alterações de comportamento (“autismo virtual”), distúrbio do sono e modificações no ritmo circadiano. Além disso, a exposição intensificada pode aumentar o risco para alterações visuais, tais como a degeneração macular, catarata, por meio do mecanismo de danos fotoquímicos por desencadear formação de radicais livres, produzindo danos oxidativos na retina e lesão dos fotorreceptores2. Outro impacto é o transtorno no ciclo de sono e vigília em que a exposição a telas no período noturno, inibe a secreção da melatonina (hormônio responsável pela indução ao sono) e isso pode ser um fator precipitante da sonolência excessiva diurna. Além disso, está relacionado a privação crônica de sono, modificações nos padrões não fisiológicos do corpo e repercussões como diminuição de aprendizado, concentração, instabilidade de humor, e alteração na consolidação da memória3. Conclusão. Na literatura já existem estudos relacionando alterações visuais, cefaleias e transtornos do sono/vigília com o excesso de exposição à dependência de tecnologias. Uma das explicações desse prejuízo à saúde se deve à presença da luz azul que provoca impactos no sistema visual e sistema nervoso central, e que pode ser nociva ao corpo humano, porém, são necessários novos estudos para estabelecer os mecanismos envolvidos. Palavras-chave: Cefaleia; Transtornos do Sono-Vigília; Dependência de Tecnologia.

Downloads

Publicado

2022-11-29

Como Citar

Vieira, V. L. F. A., Silva, V. S. da, Oliveira, A. C. D. de, Amaral, A. F. M., Teixeira, M. A. D., & Nogueira, P. L. B. (2022). CEFALEIA, ALTERAÇÕES VISUAIS E NO SONO/VIGÍLIA DEVIDO AO EXCESSO DE EXPOSIÇÃO A TECNOLOGIAS. Anais Da Mostra Científica Do Programa De Interação Comunitária Do Curso De Medicina, 5. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/picmed/article/view/2167