CONTEXTO BIOPSICOSSOCIAL DA SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL E SUA ABORDAGEM NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE

Autores

  • Davi Fantinato Ribeiro
  • Vitor Coelho de Pieri
  • Vitor Coelho de Pieri
  • Tiago Pinto de Oliveira
  • Tiago Pinto de Oliveira
  • Julio Victor Ribeiro Lew
  • Julio Victor Ribeiro Lew
  • Bianca de Pina Menezes
  • Bianca de Pina Menezes

Resumo

Introdução: Síndrome do Intestino Irritável (SII) é caracterizada como a primeira Doença Gastrintestinal Funcional (DFG) e é definida como um distúrbio abstruso do Sistema Nervoso Entérico que causa disfunções intestinais, decorrente ou causadora, também, de alterações psicológicas como depressão, estresse e ansiedade. Devido ao seu caráter multissistêmico, uma avaliação integrativa é necessária juntamente com a pesquisa de diagnósticos diferenciais para que a SII seja devidamente manejada na Atenção Primária à Saúde (APS). Objetivo: Descrever a fisiopatologia, o diagnóstico e os tratamentos da síndrome, bem como sua relação com componentes psicológicos e sociais; elucidar o manejo da SII na APS. Método: Foi realizada uma revisão de literatura de caráter integrativo, utilizando as bases de dados eletrônicas PubMed e Scielo, através das palavras-chave “Síndrome do Intestino Irritável. Psicossocial. Estresse. Atenção Primária à Saúde.”. Os seguintes filtros foram utilizados: idiomas inglês, português e espanhol, além de recorte temporal do período compreendido nos últimos 30 anos, resultando em 432 títulos, dentre os quais após leitura, foram selecionados 46 artigos para a confecção desta revisão. Descrição: O desenvolvimento da SII possui como fatores de risco: infecções gastrintestinais e problemas psicossociais. Além disso, a identificação da SII deve ser feita por meio de investigações minimamente invasivas e no menos tardar, evitando efeitos prejudiciais à saúde e socioeconomicamente negativos para o paciente. Os tratamentos são divididos em medicamentosos, dentre os quais se destacam o uso de antiespasmódicos e antidepressivos, e não medicamentosos, sendo os principais a psicoterapia e mudança dos hábitos alimentares. Ainda que a etiologia da SII seja desconhecida, estudos revelam que a síndrome compartilha forte relação com alterações psicológicas, como em casos de forte estresse, depressão e ansiedade, uma vez que esses fatores emocionais exercem grande influência no desenvolvimento dos sintomas comuns à doença. Dessa forma, o profissional atuante na APS tem um papel muito importante no manejo da síndrome, uma vez que as condutas baseadas em evidências são capazes de diminuir o seguimento dos pacientes para os seguintes níveis de atenção, evitando a realização de exames desnecessários, iatrogenias e o engarrafamento do sistema de saúde. A multiprofissionalidade e as Práticas Integrativas e Complementares em Saúde também são pontos importantes do manejo da doença, uma vez que auxiliam o tratamento da doença em si e dos fatores psicossociais, intervindo nos Determinantes de Saúde e no seguimento terapêutico do paciente. Considerações Finais: A SII é uma DGF sem causa orgânica aparente e claramente psicossocial. É manifestada pela presença de dor e/ou desconforto abdominal, juntamente com alterações inconstantes dos hábitos alimentares. A incidência da SII se dá principalmente em mulheres e possui como principais fatores de risco: infecções gastrointestinais anteriores e problemas psicossociais. Ainda, os fatores psicossomáticos são conclusivos, visto que o estresse e a presença de abuso físico e sexual exercem grande influência no desenvolvimento da doença, a qual é diagnosticada através do histórico clínico analisado pelo ROME IV e o tratamento se dá individualmente, podendo ser medicamentoso ou não. A identificação, manejo terapêutico e seguimento na APS são essenciais para o bem-estar do paciente, visto o caráter crônico e cotidianamente influente da síndrome, sendo a abordagem multiprofissional e o encaminhamento para PICS parte essencial da terapêutica. Palavras-chave: Síndrome do Intestino Irritável; Psicossocial; Estresse; Atenção Primária à Saúde.

Downloads

Publicado

2022-11-29

Como Citar

Ribeiro, D. F., Pieri, V. C. de, Pieri, V. C. de, Oliveira, T. P. de, Oliveira, T. P. de, Lew, J. V. R., … Menezes, B. de P. (2022). CONTEXTO BIOPSICOSSOCIAL DA SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL E SUA ABORDAGEM NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE. Anais Da Mostra Científica Do Programa De Interação Comunitária Do Curso De Medicina, 5. Recuperado de https://periodicos.univag.com.br/index.php/picmed/article/view/2174